Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENSAMENTEANDO 35 (Pompa)

A pompa, não raro, pretende inculcar valores, idéias absolutamente irrelevantes, artificiais. Tal invenção (pompa) amiúde mascara o substancial, por isso prefere os corredores escuros e complexos das tradições (não confundamos tradições com COSTUMES). Toda pompa anseia por repetições como uma maneira de parecer natural, normal, portanto, invariável. Pensemos, por exemplo, na manipulação de becas em rituais de formatura ou nas togas dos magistrados. Esses aparatos (pompas) indicam, sustentam, velam que ações verdadeiras?
Ary Carlos Moura Cardoso
Enviado por Ary Carlos Moura Cardoso em 13/06/2006
Reeditado em 31/12/2006
Código do texto: T174665
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Normal.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ary Carlos Moura Cardoso
Palmas - Tocantins - Brasil
1002 textos (256442 leituras)
1 áudios (293 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:33)
Ary Carlos Moura Cardoso