Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
                                                                                               Disse Descartes, filósofo francês (1596-1650): 
                                                                                               “Eu sou uma máquina que pensa”.

Uma máquina, mesmo “pensante”, não dá vida à existência.
Duas coisas são fundamentais na vida, entretanto: a primeira não é “estar vivo”, mas sentir-se vivo. A outra: apenas “sentir-se vivo”, necessariamente não significa dar vida à existência. Vivificar-se é, então, a segunda.
Robério Matos
Enviado por Robério Matos em 24/06/2006
Código do texto: T181342

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor, link para a obra original (www.roberiomatos.com) e e-mail (roberio@natal.digi.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Robério Matos
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 64 anos
73 textos (3372 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:07)
Robério Matos