Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PÉROLAS DO AMOR

PÉROLAS DO AMOR
MUITAS VEZES, QUEM NÃO FALOU O QUE NÃO DEVERIA,
AGREDIU, OFENDEU, E OUTRAS BRUTALIDADES MAIS.
MAS NO AMOR MUITAS VEZES FIZEMOS ALGO QUE NÃO DEVERÍAMOS FAZER, INCONSEQÜENTEMENTE, MAS ACONTECE.
ÀS VEZES MACHUCAMOS E FERIMOS A NOSSA PÉROLA QUE TEMOS.
PÉROLA DO AMOR.
AS PÉROLAS SÃO FORMADAS POR ALGO INCONVENIENTE, OU INDESEJÁVEL.
SÃO OS FATOS QUE AS VEZES ACONTECEM EM NOSSAS VIDAS, E DENTRO DOS NOSSOS CORPOS E EM NOSSAS ALMAS.
NAS OSTRAS EXISTE ALGO QUE PRODUZ AS PÉROLAS E O NÁCAR.
O NÁCAR VAI SE PROTEGENDO EM FORMA DE CAMADAS E MAIS CAMADAS. PARA FORMAR A PÉROLA.
O NOSSO CORPO VAI SE PROTEGENDO EM FORMA DE AMOR, PERDÃO E ARREPENDIMENTO, PARA QUE NÃO OCORRA DESAGRADÁVEIS FATOS REPETITIVOS EM NOSSAS VIDAS.
PARA QUE POSSAMOS PRODUZIR PÉROLAS TEMOS QUE SER FERIDOS, E O FERIMENTO PRODUZIRÁ A PÉROLA, PARA ARREPENDERMOS DO QUE FIZEMOS.
ENTÃO COM NEM AS PÉROLAS, COBRE TODOS DIAS UMA CAMADA DE AMOR, AMOR, AMOR, AMOR, AMOR...
FORMANDO ASSIM:
PÉROLA DO AMOR.

FAÇO ESSE PENSAMENTO UMA DEDICAÇÃO AO MEU PRIMO:
MARCOS ANTONIO RODRIGUES, GAÚCHO DE PAIXÃO E BAHIANO DE
CORAÇÃO.

Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 22/05/2005
Reeditado em 01/10/2005
Código do texto: T18951
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:41)
Milton Nunes Fillho