Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais um dia para que?

Para ver as peles do tempo enrugarem o chão pétreo
e os pensamentos ondularem os segundos do tempo,
na corrida enceguecida esvaindo os estímulos?
Por ser a vida divina herança amorosa caída dos céus,
peca todo aquele que desperdiçar suas gotas sagradas,
posando de inerte incompetente expectador displicente!

Viver mais um dia...
um dia a menos para juntar fotos que o tempo amarela
e ostentar vaidades vãs que constroem castelos de areia.
Que seja um dia a menos no calendário,
que cobranças descompensam e castram chances de humanismo.
As horas passarão, ainda que não valorizadas
com sementes abortando intempestiva e criminosamente,
enquanto pessoas indiferentes vêem o tempo ir!

Não é nossa missão empurrar o tempo friamente,
como fosse ele um estranho a quem imputar nossa culpa,
tão pouco disfarçar a própria incompetência,
como o que não vê o elefante no olho.

O tempo são frações de vida que não convém interromper
e para melhor maturarmos nossos frutos,
sincronizemos nossos passos lerdos ao fuso
horário veloz do mundo,
e não padeceremos tristinfinitamente por beijos perdidos,
abraços desencontrados e esquecidos na curva deliciosa do tempo!

Outra vez a pergunta “Mais um dia para que?”
Que tal mudarmos a concepção de infinito para um minuto e
repensarmos a resposta dentro do minuto,
que pode valer a vida?,
ou nada adiantará VIVERMOS!

Santos-SP-26/07/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 26/07/2006
Código do texto: T202545
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:15)
Inês Marucci