Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

fonte imagem: http://atuleirus.weblog.com.pt/arquivo/dancar.jpg

HOJE, EU DIGO SIM

Sim, hoje eu digo sim, à alegria que não se faz na poesia, mas que se jorra vadia só para me alegrar.
Sim, hoje eu digo sim, a sinfonia da noite fria, que brota como melodia, em plena luz do dia e faz a vida continuar a pulsar em mim.
Sim, hoje eu digo sim, a monotonia do dia cinzento, que rompe com as minhas idiossincrasias, para em sonhos os meus delírios transformar.
Sim, hoje eu digo sim, a minha dislexia que fatia as palavras dos poemas que teimo em versar.
Sim, hoje eu digo sim, a engenharia de meus pensamentos delirantes, tripulantes fascinantes de um navio em que resolvi embarcar.
Sim, hoje eu digo sim, a estadia da minha irracionalidade que com calma, embriaga minha alma e me faz voar.
Sim, hoje eu digo sim, às minhas burrices, às minhas idiotices, as minhas denguices, às minhas gulodices, às gargarlhadas de minhas trapalhadas.
Sim, hoje eu digo sim, a tudo que for brilhante, fascinante, ecoante, relaxante, ressonante, porque hoje eu só quero dançar.
Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 31/07/2006
Reeditado em 31/07/2006
Código do texto: T206058

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71873 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:11)
Rosa Berg