Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sutis diferenças entre otimismo e esperança

Muitas vezes degustei minha fé como quem se promove, em outras, como quem se comove; às vezes fecho os olhos e espero que a realidade não me engula. Noutras vezes, aceito a dor e a lição.
Agora, com penar, raiva e muita, muita coragem, estabeleço as (minhas) linhas entre OQUENÃOÉ e OQUENÃOPODESER:

OQUENÃOÉ é puro ritmo "betoguediano", sobressalto quaternário, valsa/blues; OQUENÃOPODESER é compasso inexistente, desconhecido: não se dança, sequer se balança o pé!

OQUENÃOPODESER é agonia e constrangimento, OQUENÃOÉ, certeza.

OQUENÃOPODESER trata-se da responsabilidade do outro (e quem inspira o outro?)(e quem, num mundo imediato e egoísta, pode esperar que o outro pense nos sentimentos do 'outro'?)(e esse bem poderia ser o discurso do 'infelizmente...'). Mas OQUENÃOÉ atrai responsabilidade própria, define tempos e movimentos, prepara emancipações.

OQUENÃOPODESER engana eternamente, subtrai energias, é como um poço seco no deserto: deveria haver algo, lá! OQUENÃOPODESER necessita de muito chocolate... e vodka russa pura!

OQUENÃOPODESER induz a uma centena de perguntas erradas, pelos motivos errados.

OQUENÃOÉ reduz as respostas a uma só: não é, ponto!  OQUENÃOÉ é uma rede na varanda, um bom livro ou Leila Pinheiro cantando 'Prá iluminar', fondue de queijo e vinho branco seco...

Se fossem tempos verbais, OQUENÃOPODESER seria... seria... seria... 'pretérito do futuro mais que subjetivo'; OQUENÃOÉ seria 'presente'.

OQUENÃOPODESER é um unicórnio cego.

OQUENÃOÉ é um garanhão árabe treinado, selado, arreado, em cuja crina negra se pode agarrar, e deixar bater o vento no rosto, enquanto as lágrimas caem.
Gina Girão
Enviado por Gina Girão em 04/08/2006
Reeditado em 08/07/2009
Código do texto: T209256
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gina Girão
Morada Nova - Ceará - Brasil, 50 anos
417 textos (25014 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:38)
Gina Girão