Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor, dor e dor (te quero pra mim)!

Eu sinto como se fosse tudo tão novo, tão translúcido, tão indefinível.
Queria conseguir entender, ou não. Queria não deixar tudo como está, seguir em frente, dar a cara à tapa. Quero tanto, que vou.
Não importa a dor, futura dor, agora sou só amores.
Dor, dor, dor, e dor.
A dor é parte do processo, não importa quão forte seja a dor, dor é dor, dor de amor é dor de amor e ponto.
Te quero, te quero, te quero.
Tanto que não sei como explicar.
Descobri que existem várias formas de amor, conforme o tempo passa, ele muda. (Ou será que eu mudo?)
Tenho só 17 anos, aos 40 vou amar diferente, vou ser diferente.
Aprendi que essa é a realidade.
Tudo muda, aliás, esse não era o foco do meu pensamento.
O foco era você (que quero pra mim).
Thabata Guerra
Enviado por Thabata Guerra em 06/08/2006
Código do texto: T210147

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thabata Guerra
São Paulo - São Paulo - Brasil
65 textos (4115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:30)
Thabata Guerra