Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Beija-me

E porque teu beijo
 é uma antagônica flor,
beija-me...  ontem!
Antes que eu entenda,
 mais profundamente
sobre as entrelinhas
 das tuas sensações.
Beija-me de beijo e brisa,
 quando esta namora a cortina,
o cabelo, o papel, a folha, a pele, sinta...
Beija-me,
 durante o desenho, a água
no encanto a onda,
ou a flor, na estrada, nos desenhos,nos papeis
- muitas fugacidades -
mais e mais...
onde está quem se ama.
Beija-me,
 em rubras nuvens
quando estas encobrem o dia,
 no encantaamento as luas,
a estrela que vês em risco,
 ou no risco de tudo,
que, tudo arrisco em tí,
Beija-me.
Ainda e sempre, agora e amanhã,
e por toda a eternidade de seu doce e suave beijo.
Beija-me

Beija
Enviado por Beija em 12/08/2006
Reeditado em 16/08/2006
Código do texto: T214770

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Beij@flor). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Beija
São Paulo - São Paulo - Brasil
24 textos (1292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:28)
Beija