Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espaço Negro

A cada dia tornamo-nos prisioneiros de nossos limites.Encarcerados em nossos delírios não olhamos pro lado.
Envoltos em nossa casca,vivemos o nosso próprio mundo.
Inconscientes dos nossos propósitos imergimos nas lamúrias e vamos ficando cada vez mais afastados.Mais restritos aos nossos problemas.
Repletos de informações vamos dividindo a ansiedade com o mouse ou o fone de ouvido.
Introspectivos vamos burlando nossos contatos.
Escapulindo de toda e qualquer aproximação que possa comprometer a razão.
Assim sendo, vamos cavando um buraco fundo e isolando-nos.
Nada parece então, real a nossa volta.
Tudo na verdade, não motiva e nem desperta.
Fechamos as nossas costas a alegria da busca e a surpresa do encontro.
Passamos a viver sem lembranças.
Dessa vida insípida mutilam-se os afetos.Nenhum albúm de retratos.Nenhuma lágrima perdida na face.
E assim, tão de repente os dias já vão esquecidos e o tempo virou uma história...
MariSaes
Enviado por MariSaes em 13/08/2006
Código do texto: T215367

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o sitedoautor.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MariSaes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1694 textos (65131 leituras)
2 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:46)
MariSaes