Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ato estranho

Estou com sono e apesar do dia cansativo que me espera, temo em escrever. Escrevo aos solitários, aos aparecidos e aos poetas virtuais. À meia-noite encerra o prazo do bom senso. Assim, irei finalmente dormir daqui a quatro minutos. Ah, claro, não escovei os dentes. Mas quem definiu essa regra? Bom, a da meia-noite fui eu mesma, que decidi não me matar na frente do computador. A dos dentes eu não sei mas sei que se dormir sem escová-los, serei condenada pelo tribunal da consciência noturna. Aqueles pensamentos vagos e idiotas que teimam em aparecer mesmo quando estamos com sono. Um minuto. Estalo os dedos, vi minha cama,

meia-noite.
D Ana
Enviado por D Ana em 15/08/2006
Reeditado em 22/01/2008
Código do texto: T216688
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
D Ana
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 29 anos
32 textos (2685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:25)
D Ana