Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁGRIMAS

Senti-te sofrer em noites de pranto
Senti-te esconder debaixo do manto
Senti-te viver sem corpo e sem alma...
Lágrimas de dor que geram revolta
Impulsos famintos de uma raiva à solta
Que tanto me dói e me tira a calma

Teus olhos de água que falam comigo
Tuas mãos cruzadas perto do umbigo
Tua voz meiga de rosa imperial...
Lágrimas que banham tua face branca
Que te dilaceram como quem te espanca
E se me transmitem de forma brutal

Batam-me, sujem-me, levem-me o sorriso
Cortem-me o passo, destruam-me o piso,
Levem-me à falésia, mostrem-me o alçapão...
Arranquem-me os dedos, levem os anéis
Mostrem-me um estojo mesmo sem pincéis
Exibam-me tudo, mas tuas lágrimas... NÃO
Ângelo Gomes
Enviado por Ângelo Gomes em 04/09/2006
Código do texto: T232711
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ângelo Gomes
Portugal, 64 anos
553 textos (7881 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:33)
Ângelo Gomes