Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Santa Hipocresia

"Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecer o que não são."
William Shakespeare!


Não agüento mais tanta hipocrisia.
Quando os devotos da “Santa Hipocrisia” me ver abre um largo sorriso, mas basta eu dar as costas para fazer de mim uma “boneca de Vodu”, me alfineta por todos os lados com sua língua ferina, sem medir palavras e conseqüência. Em minha frente, sua boca soa palavras doces e sabias, em perfeita harmonia, mas por trás o veneno escorre: viro alvo de chacota. Palavras mordazes são ditas ao meu respeito como se eu fosse uma criminosa, insolente, um monstro...
Não peço para ninguém gostar de mim. Não sou santa nem má. Das duas ou uma: Ou me amam ou me odeiam. Não tenho duas caras. Quando eu amo, eu amo, quando odeio eu odeio. Não sou bajuladora e não faço nada que eu não queira que não seja da minha vontade, que me desagrade para agradar ninguém e também não faço aos outro o que não desejo para mim. Não faço nada esperando retorno (o ser humano é ingrato mesmo sem querer). Não gosto de dever favores, por tanto se quiser fazer algo por mim sem eu pedir, faça, mas não faça esperando algo em troca, pois não vai receber (fez por que quis). Gosto sim de ajudar aos outros, mas não por obrigação ou pressão psicológica e sim por livre e espontânea vontade.
Não uso mascara, nem faço pose de boa moça para ser admirada e respeitada, sou o que sou e goste de mim quem quiser. O que tenho pra falar, falo na cara e não mando recado, não finjo que amo e depois “desço a lenha”, como muitos fazem comigo.
É incrível como muitas pessoas se tornam devotas a Santa hipocrisia, suas ladainhas é falar mal da vida alheia, tem como oração diária julgar as pessoas sem ao menos saberem a verdadeira índole e dificuldade delas.
O que mais me revolta é que essas pessoas fingem o tempo todo ser seu amigo, ser seu querido, se mostra solidário, mas no fundo querem te devorar, te colocar na cruz ou te malhar como se você fosse Judas no sábado de aleluia.
Poxa! Se não gosta de mim, para quê me dar bom dia? Por educação? Prefiro que não olhe na minha face com aquele sorrisinho sínico, como se estivesse me achando com cara de palhaça ou ao menos pensa que não sei da sua hipocrisia.
Não sou hipócrita, odeio hipocrisia, não vou dizer que odeio estas pessoas e as tratar bem ou simplesmente odiar e fingir que as amo, se eu ainda as mantenho em meu convívio é por que realmente meus sentimentos a elas são verdadeiro, os sentimentos que saem de mim são de amizades e grande estima, mas tudo tem limite. Chega! Elas não podem simplesmente sair por ai, falando mal das pessoas se achando superiores, donos da verdade e da razão.
A hipocrisia é muito exercida principalmente em anos eleitorais, mas isso todo mundo já sabe e já estamos até acostumado, agora a hipocrisia na política da boa vizinhança, dos bons costumes, do meio familiar, principalmente do meio familiar, essa sim é esmagadora e podre. Como uma pessoa pode se sujeitar a isso, mostrar ser o que não é ou passar o tempo todo fingindo ser boazinha? Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, não há necessidade de fingir, eu não me obrigo a engolir quem não gosto, para não ter que morrer engasgada depois. Sou muito flexível, mesmo com meu jeito durona  estou aberta à política da boa convivência, mas pelo amor de Deus não venha com hipocrisia para meu lado, não ache que sou tão idiota a ponto de não perceber quem gosta ou não de mim.
Sinto náuseas ao ver aquele sorriso dissimulado querendo demonstrar amizade, companheirismo e aceitação sendo que, a hipócrita anda falando mal de mim por ai. Se te incômodo tanto, se não sou o que você esperava que eu fosse se não sou o tipo que lambe seus sapatos ou não digo amém as suas ladainhas e oração, se você sabe que tenho personalidade forte e não tenho a mesma adoração por sua Santa Hipocrisia, o que ainda te mantém ligada a mim?  Seja lá o que for não se preocupe mais, não sou hipócrita como você, não seja obrigada a me engolir! Cai fora! Antes só do que mal acompanhada!
O que faço e deixo de fazer da minha vida é problema meu, eu pago minhas contas, não vivo de favores nem de esmolas, resolvo meus problemas seja eles quais forem, não ando de porta em porta, mal saio de casa, a vida dos outros não me interessa muito menos os problemas alheios servidos de fofocas, sou muito direta e clara quando não quero ser incomodada, sei dizer “Sim” e “Não” goste quem quiser gostar. Qual o problema em eu ser assim? A autenticidade lhe incomoda?
Se eu tivesse que viver em plena solitude eu viveria bem mais feliz do que em volta de tantas pessoas hipócritas, não generalizando mesmo porque ainda existem pessoas verdadeiras e leal aos seus sentimentos seja de ódio ou de amor. Eu aceitaria melhor uma pessoa que diz me odiar e me odiar mesmo do que aquela que diz me amar e no fundo não me suporta.
Não sou Deus. Não faço milagres. Não sou santa e nem má. Só sei cuidar da minha vida que já é um turbilhão e ainda vem um monte de gente querendo dar palpite. Há uma grande diferença em dar conselhos e se meter na vida dos outros. Conselho é como água dar quem quer, toma quem tem sede. O problema estar em se meter na vida dos outros sem pedir licença: quer passar uma imagem, uma lição de vida totalmente diferente daquilo que vive e busca para si é onde entra a hipocrisia, não conseguem limpar o próprio “rabo” e ficam falando mal da vida alheia: o sujo falando do mal lavado.
Dou todo direito de falarem o que quiser de mim, mas antes pague minhas contas ou espere eu levantar meu “rabo” do sofá ou sair de frente do meu computador para ir a sua porta lhe pedir um prato com comida ou esmola, caso contrario já sabe onde deve enfiar tua língua. Graças a Deus até agora sempre caminhei com minhas próprias pernas e não dou o direito de ninguém se quer abrir a boca para falar mal de mim ou me apontar o dedo quando eu passar pela rua.

Minha tolerância chegou à zero, vou fazer uma faxina mental e social, se me odiava vão passar a me odiar mais ainda por que piolho eu mato na unha, um dia a “casa cai” e não serei eu que vou derrubá-la a vida se encarregará disso, pois pessoas assim acabam tropeçando nos seus próprios erros e com isso espero que aprendam a lição de que com sentimentos não se brinca e que Deus deu a vida para cada um cuidar da sua, só espero que não seja tarde para elas, pois até lá aquela amizade e estima verdadeira que eu tinha por elas podem não mais existir, se bem que resta pouco...
Ah! Mais uma coisinha: se acha que não fui suficiente para satisfazer teu ego e não superei suas expectativas, já que acredita que as pessoas têm que estar o tempo disponível ao seu bel prazer, faça um clone seu para te fazer companhia, quem sabe assim você descobre o quanto você é desprezível e insuportável e procura se tornar uma pessoa melhor e associável, mas sem hipocrisia, mesmo por que não nasci para servir de chaveirinho pra ninguém, muito menos para pessoas hipócritas e egoístas.
Sou ruim? Não, não sou! Só não sou otaria!

De pessoa oportunista, falsa, hipócrita, que não sabe fazer nada de bom ao próximo sem ter que jogar na cara delas ou querer algo em troca, eu quero é distancia.
Lembre-se que dor de barriga não da uma vez só e eu sou bem capaz de te oferecer meu vaso sanitário, quem sabe assim, por si mesma você engole toda merda que andou falando ao meu respeito.
Estarei sempre aberta a diálogos e dispostas a resolver qualquer mal entendido, se quer me agredir, me acusar ou se defender de algo que você me julga ter causado de ruim a ti, não seja covarde e me procure, vamos conversar, seja civilizada, tenha ética, mas não saia por ai, uivando, ou cacarejando ou latindo por que isso é feio, muito feio, ainda mais pra você que dizia ser minha amiga. Ops! Amiga? Hum, quem tem amigos assim não precisa de inimigos...
Muitas pessoas acham que pode fazer dos outros seus fantoche, ventrílico, marionetes, mas quando isso não é possível se frustram e sai atirando pedras, as descartam, despejam sobre elas seu veneno maldito. Se eu tenho que servi a alguém, este alguém é Deus, pois é ele que me ampara que se entristece com meus erros, mas está sempre me perdoando e me protegendo, mesmo com toda minha ingratidão. Sou muito humana para reconhecer minhas falhas, tenho humildade para assumir meus erros e pedir perdão e jamais passaria por cima de quem quer que seja para atingir meus objetivos, muito menos desdenhar a capacidade humana e julgá-las incapaz de obter dignidade e merecimentos.
Muitas pessoas se revelam, mostram sua verdadeira face quando são contrariadas, quando seus caprichos egoístas são deixados de lado, quando ninguém da prioridade a ela e suas vontades. Sua mascara cai por terra e lá esta o verdadeiro ser: egocêntricos e narcisistas, verdadeiros hipócritas. Não são capazes de enxergar um palmo além do seu nariz e ainda se acham no direito de julgar e falar mal dos outros.
Não me submeto a servir de capacho pra ninguém, ser boazinha não é ser escrava das vontades alheias, não é dizer amém a tudo que me impõem a fazer, não é baixar minha cabeça quando acham que podem determinar o que devo ou não fazer.
Não me titulo como Madre Tereza de Calcutá, não sou nenhuma santa para me compadecer de pessoas que tem crise neurótica e desvio de personalidade, que surtam por tão pouco e se fazem de vitimas para chamar a atenção. Não sou psicóloga do diabo.
A carga emocional de pessoas assim é tão pesada, que quando elas vêm a prantos suas lágrimas parecem falsas, suas verdades parecem sarcasmo, então fica difícil acreditar que uma pessoa que fala tanto mal dos outros e trata com desdenho qualquer gesto de bondade que tenham feito a ela por menor que seja, possa realmente estar sofrendo e falando a verdade.
Rezarei por esses seres hipócritas e pedirei a Deus que as afaste de mim.
Deus me proteja!

"A hipocrisia é a fuga mais comum daquele que não tem coragem de ser ele mesmo o que o leva a sufocar seus medos e frustrações no preconceito para com o outro."



Poetisa Lêh Walker
Enviado por Poetisa Lêh Walker em 25/08/2010
Código do texto: T2459514

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poetisa Lêh Walker
Maceió - Alagoas - Brasil, 25 anos
62 textos (29193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/12/14 18:34)
Poetisa Lêh Walker



Rádio Poética