Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO DITADOR.

Um ditador (confesso ou camuflado) se arroga no direito de exigir dos oprimidos (sobretudo os menos esclarecidos) três desejos: primeiro, adorá-lo numa espécie deprimente de santificação do seu nome. Segundo, que o seu mundo, não importa se tacanho, rasteiro, seja imposto como único modelo. Terceiro, que todos façam a sua vontade.

Confirmada a loucura, isto é, considerável número o “santifica”, implora por seu reinado e cumpre a risca sua vontade, um ditador ousa ainda mais: leva excluídos, miseráveis e alienados do sistema (não são poucos, infelizmente) a rogarem pela cesta básica humilhante, faz sentirem-se culpados por não reconhecerem a bondade celestial do mesmo (ditador) e que jamais cessem de pedir por sua falsa proteção. Dessa forma, tal infame tipo supõe ter atingido três louvores definitivos (supremo delírio): louvores ao reinozinho particular, louvores ao seu imenso poder e glórias eternas. Um ditador, em outras palavras, se imagina um deus.
Ary Carlos Moura Cardoso
Enviado por Ary Carlos Moura Cardoso em 23/09/2006
Código do texto: T247485
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Normal.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ary Carlos Moura Cardoso
Palmas - Tocantins - Brasil
1005 textos (256643 leituras)
1 áudios (294 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:41)
Ary Carlos Moura Cardoso