Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DA ARTE 2

Não é possível falarmos em Arte fora de um “trabalho criativo”. Como produto de criação, ela traz à luz os “sentidos da existência”, nomeando, reordenando as coisas, os entes, evitando que esbarre (Arte) em meras projeções de sentimentos ou, digamos, configurações formais (nem extremos, nem exclusões). A pornografia, por exemplo, o gozo banalizado, as exibições de qualquer natureza ou fetiches (elevando-a a joguete mercadológico) são deslavados simulacros. Na esteira de Leda Huhne, “o ato de criar não é o ato de dar uma forma a um conteúdo, mas é o ato de formar conteúdos, novos e originais”. Pensemos: Van Gogh, Fernando Pessoa, Mondrian, Kafka, e tantos outros, foram extraordinários e incompreendidos exatamente por recorrerem a novos recursos técnicos, modificarem regras artísticas, apresentarem sentidos do mundo. “Testemunharam o mundo cultural em que viveram através de meios inovadores à cultura e revelaram faces permanentes do homem e faces novas que nunca chegariam a ser vistas se não fosse através de procedimentos novos”.
Ary Carlos Moura Cardoso
Enviado por Ary Carlos Moura Cardoso em 02/10/2006
Código do texto: T254394
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Normal.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ary Carlos Moura Cardoso
Palmas - Tocantins - Brasil
1002 textos (256349 leituras)
1 áudios (293 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:08)
Ary Carlos Moura Cardoso