Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Professora Chamada Miséria

             Seu Antonino é o orgulho de toda a família.
             Dos filhos,sempre foi o apoio incondicional que lhes permitiu alçarem vôos cada vez mais altos,principalmente pela certeza que lhes dava de que tinham um ninho para onde sempre poderiam voltar.
              Quanto aos netos,um médico,um empresário e uma estudante de advocacia,numa imensa admiração,buscam sempre no avô aquilo que não se aprende nos assentos de uma faculdade.São eles que enchem a casa nos finais de semana,trazendo consigo colegas,curiosos por desvendarem o mistério da fama desse homem simples e tão feliz.
              Seu Antonino não é homem de rodeios.Teve uma infância marcada por sofrimentos,mas segundo ele,também por valiosos ensinamentos:
 
    "Por não ter tido tudo o que eu queria é que aprendi a escolher.
   
     Pelas vezes que a fome tentou me oprimir,quando me faltava o essencial,me pareceu ainda mais fácil aprender a dividir.

     Porque o meu presente não me oferecesse nenhuma razão para ser feliz,comecei a jogar os meus sonhos no futuro.Aprendi,então,como encontrar a esperança da qual ouvia as pessoas falarem.

     Por ter vivido o medo,e toda a forma de escassez,descobri que tinha forças para lutar...foi aí que descobri o que significa ter coragem.

     Por não ter tido a minha infância cercada de sorrisos,aprendi o quanto eles valem.

     Por ter visto a morte de bem perto,na incerteza de cada dia,aprendi que eu não podia esperar muito tempo para amar aquelas pessoas que estavam comigo.

     E,justamente porque minha situação não permitisse que eu freqüentasse uma escola,como eu sonhava,é que tive que fazer da vida um grande livro,o único que eu poderia ler.E hoje,embora graduando-me constantemente,fico feliz pelo diploma que não chega...Que a formatura do meu saber,seja tão somente a última festa da minha vida.
     
      Pois,com a minha mestra,Miséria,também aprendi que todas as conquistas são frutos da certeza do muito que nos falta."

      "O ser humano é a única espécie biológica capaz de fazer,de qualquer cantinho do mundo,um seu habitat natural,ainda conseguindo manter-se no topo da cadeia alimentar."
     

*Seu Antonino é um personagem fictício usado para comprovar a antiga teoria de que as mesmas dificuldades podem produzir fracassados,mas também vitoriosos.

 
Heli Paula
Enviado por Heli Paula em 08/10/2006
Reeditado em 08/10/2006
Código do texto: T259362
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Heli Paula
Campos dos Goytacazes - Rio de Janeiro - Brasil, 38 anos
225 textos (9589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:08)
Heli Paula