Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alô!

Alô!
[Ao telefone...]
[Tuuuu... Tuuuuu... Tuuuu...]
- Alô!
- Oi... Queria falar com você...
- Claro, pode fa...
- Já comecei a roer todas as minhas unhas. Cada minuto que nos falamos é como se eu te tivesse novamente. Sentir seu perfume, seu cheiro, suas mãos, seus lábios, sua boca... Era o que eu mais queria neste momento. Você me inspira em tudo: na vida, no amor, em textos, em desenhos; nas coisas que escuto, vejo, falo... Você é você e acabou!
[Chorando]
- Seu jeito de me olhar, de falar comigo, de falar de mim. Cada regra que você colocou em minha vida está intacta como se nada tivesse saído do lugar. Não adianta enganar o tempo nem o coração. Está ligado a mim.
- Eu?
- É, você mesmo! Enquanto fico roendo minhas unhas penso em te encontrar. Possuir-te igual fiz um dia. O primeiro a defender-te. O primeiro a parabenizar-te. O primeiro a descrever-te sinceramente. O primeiro a vibrar com cada sonho realizado. O primeiro a dizer que...
[Tu. Tu. Tu.]
[Telefone toca]
- Por que você desligou?
- Besteira minha te ligar para falar essas coisas. É seu aniversário e eu ainda nem te dei parabéns, só por mensagem.
- Não é besteira, termine de falar. O primeiro a dizer o que?
- Nada, esquece! Parabéns, que você seja muito feliz que Deus te abençoe, meu querido.
- Obrigado, mas eu quero saber, o primeiro a que?
- A dizer que... Deixa pra lá! Não vai adiantar mesmo. [risos de nervosismo]
- A que? Por favor, me fale! Dizer o que?
- A dizer que... que... que TE AMA COMO NUNCA AMOU NINGUÉM!
[Tu. Tu. Tu. Tu.]
[“Sua chamada está sendo encaminhada para a caixa de mensagens e estará...”]
[Um choro]
[Mais um choro]
Luís Freire
Enviado por Luís Freire em 29/11/2010
Código do texto: T2642980

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Luís Freire ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Freire
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 27 anos
29 textos (432 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/06/17 09:38)
Luís Freire