Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medo, coisa do passado...


     Tempestade porque tenho medo de ti
     Escuridão porque fobia me traz
     Sinto agora medo de tudo e de todos
     Nada mais me satisfaz.

     Sangrenta é a noite quando estou só
     E a luz clarear não se faz
     Quem diria que um dia eu só      me
     Apaixonaria pela luz do dia.

   
     Ociosamente a velhice vivo
     Com os meus pensamentos tem horas que até vacilo
     Meu passado foi lindo e ele em mim trago vivo
     Hoje na seleta idade, longe da minha mocidade
     Meus amigos para mim são especiais, uma raridade

     Quando jovem a nada dava valor eu errei pois tudo
     Na vida tem que se tratado com o amor
     Na velhice essas ausencias causam-nos horror
     Prá dizer a verdade a solidão mistura-se com a dor.

     Não se espantem ao ler meus pensamentos
     É só um desabafo, coisas de momento
     Que na verdade transformou-se inspiração
     Fonte para o meu talento.
     
Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 27/10/2006
Reeditado em 27/10/2006
Código do texto: T275328
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:38)