Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AH, DOR!

Não há como descrever uma dor dilacerante e avassaladora.
Ela só pode ser sentida por quem a tem, e ninguém mais.
Seja ela de que tipo for:
de amor,
de saudade,
de tristeza,
de rompimento,
de abandono,
de corte no dedo,
de corte na alma...
É verdadeira e errante,
Mais apaixonada que uma amante,
Não te deixa nem te larga jamais.
Eu mesma, dela só sei escrever
Quando a maquilo nos meus versos.
Qual é a sua dor?



Divina Reis Jatobá
Enviado por Divina Reis Jatobá em 01/11/2006
Reeditado em 07/07/2008
Código do texto: T279472

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divina Reis Jatobá
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
289 textos (39970 leituras)
6 áudios (1218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:03)
Divina Reis Jatobá