Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poder

Bólido sombrio no imaginário
Razão do controle e do descontrole
Inspiração para galgar degraus
Motivação menos do bem que do mal

Fome infinita quase sempre oculta
Autoprograma de etapas infindas
Alvo permanente do ego em agonia
Ferro em brasa no sonho do alheio
Destroços à volta como companhia
Fonte de infernos nas interações
Ecos fantasmas de vis devaneios

Rolo compressor sem ética guia
Volume bizarro de neutra aparência
Formador de déspotas e de indigências
Legislador torto que a muitos seduz
Ingerente cego às vistas da luz
Salvo-conduto da incompetência
Servo do insulto, rei da prepotência.
Amparo dos ratos nos guetos da trama
Sombra erigida como único fim
Presente de teste a estudante do mal
Objeto do primitivo recôndito animal
Troféu da usura, taça dos covardes.

O número um, quase sem exceção,
Arquiinimigo da civilização.
Edbar
Enviado por Edbar em 10/11/2006
Código do texto: T287989
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
2870 textos (82801 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:55)
Edbar