Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




Enfim, te sinto bem perto
Submissa a ti, o que fazer?
E eu que passei a vida a te temer
Noites mal dormidas em ti só a pensar

Que armas usar para te enfrentar
Agora me visitas sem avisar, inexorável
Deixando-me assim em um estado deplorável
Entediando-me, preciso descansar

Mesmo um pouco atenta, aceito
e passo meus dias com as lembranças
dos remotos tempos de criança
já guardados em outro extremo

A brincar de "faz de conta", fingir
não por covardia, a ti me entrego
não por medo, contigo me alegro
Afinal, qualquer final é supremo..

 

Sueli do Espirito Santo
Enviado por Sueli do Espirito Santo em 29/06/2005
Reeditado em 16/06/2013
Código do texto: T28962
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sueli do Espirito Santo
Santo André - São Paulo - Brasil, 65 anos
1456 textos (234549 leituras)
1 e-livros (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:16)
Sueli do Espirito Santo