Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASSIM ME SINTO


   Conduzida ao sacrificio de dias silenciosos. Levada pelos sonhos adiados. Emudecida diante de escolhas equivocadas. Um coracao avido de amor, um amor ausente. Olhos expressivos de afetuosidade, bracos abertos ao infinito. Um tempo de caminhos desconhecidos, de lugares percorridos e de encontro ao incerto. Vozes perdidas na imensidao das palavras, linhas tracadas de solidao. Um pedido de ajuda entre versos, relato do pranto que sufoca gritos de dor. Labios secos, beijos negados. A espera de dias que tragam brisa a acarinha, um gosto de fel a definhar os desejos. Perdida no irreal, liberdade de expressar se. O sono que afugenta se, deixando a entregue aos pensamentos. Dias que passam, alma solitaria, presa a dor de compreender. Existencia a acoitar a esperanca, a punir os desejos. E se tudo parece ruir, resta te o desabafo entre palavras. Resta decifrar as incogtas do destino, aceitar seus caprichos. Exaustao assim adormece libertando se da prisao de flores, rumo as ilusoes. Num tempo sem espaco, onde tudo se e possivel.
                                            CAMOMILLA
CAMOMILLA HASSAN
Enviado por CAMOMILLA HASSAN em 17/11/2006
Código do texto: T293562

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
CAMOMILLA HASSAN
Atibaia - São Paulo - Brasil, 36 anos
1308 textos (159157 leituras)
29 áudios (11795 audições)
5 e-livros (510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:09)
CAMOMILLA HASSAN