Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Confesso.

Confesso que pareço mais velha do que realmente sou e que muitas vezes sou imatura sem parecer. Confesso que já tive medo de fantasmas e já olhei debaixo da cama antes de dormir.
Confesso que tenho dúvidas quanto a existência de ETs, só acho que eles não estão em Varginha.
Confesso que já chorei por alguém, que já fui traída por uma amizade e que já me apaixonei por amigo. Assim como confesso que essa paixão passou e que depois que a tempestade caiu, eu pude dar gargalhadas de mim mesma ao pé de um arco-íris imaginário.
Confesso que fantasio coisas como uma criança e que de vez em quando falo sozinha. Confesso que não sou tão forte quanto aparento ser e que tudo o que eu mais quero é um colo onde eu possa deitar, me aconchegar e chorar. É, confesso que tenho vontade de chorar sabe-se lá porque... mas não se preocupe, eu confesso à você que isso passa e que logo em seguida, sou capaz de te arrancar gostosas risadas.
Confesso que tenho sonhos grandes demais e que por maior que eles sejam, eu tenho certeza de que irei alcançá-los.
Confesso que creio em Deus acima de todas as coisas. Mas confesso que não tenho vocação para noviça. Tenho que confessar que já acreditei em papai noel, que já brinquei de playmobil e até já soltei pipa como moleque. Em contrapartida confesso que a melhor de todas as brincadeiras era ver e criar romances entre a Barbie e o Ken.
Confesso que já dormi sem tomar banho, que já comi comida fria. E mais, que tive amor à distância, que me apaixonei por colega de sala, que já beijei homem mais bonito da festa e que já fui rejeitada por outros nem tão bonitos assim. Confesso que não sei todas as capitais de cór, que fico vermelha quando estou com vergonha e que tenho vergonha muitas vezes mais que as pessoas imaginam.
Confesso que já tentei ler toda a Bíblia e nem cheguei na metade. Que não ví muitos filmes clássicos que todo mundo viu. E que li muito menos livros do que eu gostaria ou deveria ler. Confesso que adoro ver o BBB apesar de muitas vezes achar o 'fim social'. Confesso que tenho fracassado na minha vida cultural com a correria do dia-a-dia e confesso que me envergonho disso. Assim como também confesso que vou tentar mudar. Confesso que já briguei na escola, já puxei cabelo e levei tapa na cara quando era criança e até hoje nem sei o motivo.
Confesso que sou possessiva e já tive ciúme dos meus amigos. E tenho que confessar que por causa desses sentimentos loucos e intensos que eu sinto eu já misturei as coisas e fiquei sem saber que tipo de paixão tenho por alguns deles. Confesso que já amei de verdade e que já me decepcionei. Confesso que já me confundi de verdade e quase namorei sério um amigo meu. E confesso que corre o risco disso acontecer de novo seja lá com quem for. Que tenho vocação pra cupido, que sou completamente apaixonável pelas coisas, pelas pessoas e tudo o que me dá prazer. Mas confesso que às vezes passo dos limites e sou intensa até demais.
Confesso que tenho talento pra neurose, mas meu lado psicóloga me impede de surtar. Confesso tantas coisas que nem sei mais o que confesso... Enfim, confesso que sinceramente não sei se as minhas confissões são verdadeiras ou se fazem parte dos meus devaneios.
Fer Bainy
Enviado por Fer Bainy em 19/11/2006
Código do texto: T295817

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fer Bainy
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 24 anos
59 textos (7751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:27)
Fer Bainy