Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

furto cotidiano

.


minha vida é tão cotidiana
que por muitas vezes
amo quando posso me ausentar
dela
mesmo que não mais de
quatro horas
sem mais demora
me mando embora
para um mundo
hora belo, hora imundo
onde recortes
da minha morte cotidiana
são exibidos sem cortes
de forma leviana
mostrando como pano de fundo
lembranças que roubam a cena
que pena
da bela pena do pavão
do choro do Leão
da bela praia paradisíaca
que alivia a lembrança
do dia
da voz do vento
da distorção do tempo
do silêncio, da paz
afogamentos
um dia desses pude voar...
roubam a cena do ar
tiram do ar o sonho.


Vitório Vilas
Vitório Vilas
Enviado por Vitório Vilas em 23/11/2006
Código do texto: T298807
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vitório Vilas
Recife - Pernambuco - Brasil
14 textos (488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:44)
Vitório Vilas