Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem titulo



Eu saí daquele poço. Tava ficando amiga da Samara já.
Mas enfim. Nem tudo está bem, claro, acho que se estivesse, era melhor desistir da vida, pois então, não teria nenhum motivo a mais pelo que lutar, desejar e alcançar. Porém, existem certas coisas e pessoas, inomináveis e inumeráveis para se citar, que fazem com que a gente despreze todos esses pormenores, e encontre força pra seguir. É o que eu tenho feito. E você também, provavelmente. A não ser mesmo que você goste de sofrer, o que eu acho improvável, ou então, você pode simplesmente não ter atitude ou ser muito passivo para isso. Sei lá. Isso já é um problema seu (?) e talvez eu não tenha muita moral pra falar do que não me compete.

Só ri das cicatrizes quem nunca se feriu.

E é verdade. Um problema, as vezes, só é um problema para quem o vive. Alguns olham de fora e sabem exatamente como agir, se fossem eles. Talvez seja por isso que a gente sempre consegue aconselhar as pessoas, mas nunca conseguimos resolver os nossos próprios dilemas. Estar envolvido faz muita diferença. Viver a idéia faz a diferença.

Puxa, que filosófica estou eu hoje, não? Não. ¬¬
Muito bom saber que enfim, mesmo tendo vindo para cá, escrever, eu não tinha idéia alguma, saiu esse texto. Aliás, sempre sai, é só espremer o cérebro. Idéias eu tenho muitas, mas as vezes, não sei como me expressar, mesmo tendo as palavras todas na minha cabeça. Palavras essas que muitas vezes me confundem ainda mais, quando tento proferí-las, seja de que forma for. Penso que isso seja um ato inconsciente para que eu mesma não me assuste. Ah, como eu sou estranha!

Tá, chega de falar besteira (...)

Aproveitando que eu já usei logo acima uma frase do Shakespeare, querido amigo, colocarei aqui um texto, achado não me lembro onde, que talvez expresse parte do amor eterno que 'viveram' Romeu e Julieta, um pelo outro. Esse sim, foi eterno. É eterno.

Em todos os momentos da vida precisamos escolher um caminho:
Bem ou mal, certo ou errado.
Diante dessa dúvida, fecharei meus olhos, selarei meus lábios, e escolherei apenas o caminho que me levar a você.
E se pensar em você for algum pecado, meu coração nunca deixará minha mente agir certo...
Entao, morrerei em perdição.
Mas, por favor, me deixe ao menos sonhar com suas mãos em minha face, e não me impeça de desejar seu amor apenas para mim, pois eu te amo...!

Clichê? Sim. Fala de amor. Isso já explica tudo.
Fer Bainy
Enviado por Fer Bainy em 30/11/2006
Código do texto: T305412

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fer Bainy
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 24 anos
59 textos (7747 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:57)
Fer Bainy