Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem título


 Um dia me perguntaram quais eram os dois piores dias da vida...
 Não soube responder, pois para mim são todos melancólicos, bem como diabólicos...
 Com a sensatez de alguém que sabe o que diz, fixou-me os olhos concretos e apesar do vento soprar sobre minha fadiga, ainda pude deleitar-me de uma resposta ímpar... congruente.

 "Os dois piores dias da vida é o ontem e o amanha".

 Balancei-me na gangorra do assustar ao ouvir isso e meditei que o meu passado é sempre buscado, o meu futuro sempre desfeito e o meu presente nunca vivido.

 Concluí que jamais serei feliz, até que reinventem um novo tempo, sem passado, sem presente e sem futuro, portanto avançei nomes que não vieram, sortes que não vingaram, lágrimas que mostram-me a passagem, e transições; para mim é de comum acordo que o sol nasça e morra, por mais que eu não veja.
 
Poet
Enviado por Poet em 01/12/2006
Código do texto: T306730
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poet
Campinas - São Paulo - Brasil
40 textos (3982 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 11:48)
Poet