CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Basta a cada dia o seu mau.

Os sentimentos são cada vez mais fortes, e hoje não é dia de chorar, mas a porfia está por vir mais uma vez, e eu quero me esquivar disso, mas ainda sou o alvo de muitos tiroteios verazes. E preciso me esquivar, preciso, e não consigo. Fica mais fácil depois que você está no chão. Depois disso não se é mais alvo. Mas eu levanto, e tudo recomeça. É a luta, a corrida, a fé, e lágrimas que regam as flores no caminho. Estou sempre por cair, mas tem alguém que me sustenta. Tenha fé pequena pequena flor, tenha fé mesmo diante da dor. Os olhos ficam inchados no outro dia, mas:"Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal."
Loise
Enviado por Loise em 06/09/2011
Código do texto: T3203566

Comentários

Sobre a autora
Loise
São Paulo - São Paulo - Brasil, 24 anos
41 textos (989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/14 17:00)