Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Herói

Estou a espera de um herói. Desses dos desenhos ou revistas em quadrinhos. Que não me realize os desejos mas somente acalente a alma.

Pedido de socorro, mesmo que em vantagem à minha soberba; meus pecados remetem ao auxílio que só um herói é capaz.

Assim como os Deuses do Olimpo um antropomorfismo que eu preciso.

O herói sobrevoa a cidade, imbatível, maniqueísta, ele não julga, só é herói.

Um humano, paradoxo da alma; para alguns anjo; para mim o herói da infância que um dia eu sonhei ser, que no meu pai projetei e nunca fui para alguém.

Onipresente e não é Deus, é herói guardado no anonimato, acima das paixões, dos pecados capitais; um salvador que não tem direito de amar e só por isso já é herói; jamais serei.

Eu preciso de um herói, contra o tempo, do espaço, coração, alma, vasto, imensidão...

Índio, negro, eclético, ecumênico. O herói.

Socorro! Você não existe?

Minha fé me impede desacreditar; olho para os prédios, nas cabines telefônicas, atrás dos óculos e já nem lembro a primeira vez que ouvi falar de você; fico assim e nem sequer exijo sua especialidade, só te peço apague o mal que há em mim, minha tristeza. Tenho medo do meu medo e sou o vilão de mim mesmo. Então não me mate, apenas use seus poderes e acabe logo comigo.

Mais uma página, risco o papel, vou colorindo sua máscara e te vejo assim. Seu sexo não é o meu e você sabe.

Venha logo ! Aqui não há Criptonita.
Rafael Luciano de Lucas
Enviado por Rafael Luciano de Lucas em 21/07/2005
Código do texto: T36497
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Luciano de Lucas
Barretos - São Paulo - Brasil, 47 anos
16 textos (1588 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:45)