Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

assassinos do mundo




Ia ser bom se o tempo continuasse assim, azul mesmo com o vento frio, mas não fica escurece e o cinza prevalece , na imensidão dos Alpes, das dunas do oriente e do inverno Europeu.

Ia ser maravilhoso se durante sua vida, quando se olha para atrás, no tempo passado, revivesse sentido perto o que não volta mais, aí o que ficou nos momentos pudesses trazer para o tempo presente mesmo aqueles residentes da terra do sono.

Ia ser bom se os erros servissem como um espelho, assim os erros mortais, com deixar uma criança morrer por não ter o que comer, enquanto toneladas de alimentos são desperdiçadas, não se repetiriam.

Ia ser colossal se as TVs e as telas de cinema, não derramassem sangue quando exprimidas, antes, cultura e introspecção, elevando o ser ás mais altas alturas .
 
Ia se excepcional, se ao virarmos as ruas e av., deparássemos com árvores e seus pássaros e não rios mortos, tão injustiçados quem nem recebem um enterro. Enquanto isso espalha odor de seu corpo já morto sem forças. Onde todos são testemunhas de seu cruel assassinato, mas as vozes se calam, falta lagrimas , os corações já endureceram .

Ia ser perfeito , se as dores que se sentiu e vi de todos esses séculos esperançosos, não passasse de um sonho e pudéssemos acordar despreocupados, com a camada de ozônio, com o desmatamento das matas, com os destrato que os mais humildes sofrem, com a impunidade que ocupa o topo da audiência , com a falta de coragem dos homens que preferem à mentira, com os que matam e gostam repetindo o mal feito sem nenhum remorso, com os filhos sem pai vitimas das guerras, com os idosos em asilos, que criaram os filhos e agora não recebem visitas, com os mortos sem culpa, com os que insistem e fazer da guerra medalham de poder e glória .

Ia ser bom se os momentos felizes não fossem tão momentâneos, mas eternos, como o dia e a noite, o poeta e sua inesquecível e para sempre desejada, a rosa do jardim, a estrela da noite, a razão do tudo; sua amada.

Ia ser bom se todos se aceitassem, independente do sejam o que posição ocupe, alias somos todos mortais, feitos de carne, sangue e dons que nos tornam diferentes, com valores iguais.
 
Ia se muito, muito bom se tudo não passe de um sonho de uma noite mal dormida .

Mas o tempo, banco que vem e cobra, tem ao seu lado uma ajudadora, revelando os débitos e expondo a realidade, que tudo isso não passou de um sonho, é pura verdade.

Melhor mesmo ia ser se, os seres humanos agissem como humanos, e não como homens mesquinhos que por mais que leiam e estudem são incapazes de entender a ciência do amor, e deixar que essa palavra tão pequena quatro letras um milhão de dilemas, floresça em suas ações e palavras sejam curtas ou longas como daqui á Salvador Dali. Sem distinção da cor usada para escrevê-las nem da origem de onde vem , por que no fim de tudo não precisamos sermos etiquetados, de alemão, brasileiro, canadense, americano ou clandestino em terras tão próximas. Lembrem-se aqueles que nascem independentes de onde seja, são cidadãos do mundo inteiro, ia ser bom ou não ?

Então ainda podemos sonhar ,vamos cuidar que ao menos os nossos sonhos tenham tudo de bom, sem moderação.
 
Jane Krist Coffee
Enviado por Jane Krist Coffee em 29/09/2005
Código do texto: T54803

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jane Krist Coffee). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jane Krist Coffee
São Paulo - São Paulo - Brasil
503 textos (67756 leituras)
1 e-livros (1205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:28)
Jane Krist Coffee