Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bagagem... Que bagagem?


     O que vim ao mundo buscar? Aprendizagem, serenidade, amor e prosperidade? Será esta a única realidade?
     Gostaria de entender porque dizem ser o mundo uma escola aonde temos que aprender para outros oferecer um amor de verdade. Ser cheio de honestidade, fidelidade, sinceridade, amor e prosperidade, para quando  morrer levar um pouco mais de bagagem. Bagagem? Que bagagem? Aprender? O que aprender? Meu espírito é sedento de respostas e aqui embaixo no mundão está difícil de viver. Eu não sei o que dizer ou fazer! Errada posso estar, não consigo me situar,nem raciocinar. Que nível ou patamar devo alcançar? Será um estágio? Um primário? Quem sabe um segundo grau? E quando entrarei para a Faculdade? Na realidade sem respostas não quero ficar. Procuro pessoas inteligentes que preparadas estejam para minhas dúvidas sanar. E onde será que esta pessoa está? Será que esta pessoa realmente teria algo para me falar? Ou juntas tontas, sem direção iríamos as duas ficar? Sim! Porque até hoje ninguém descobriu a fórmula para despoluir o ar ou a Mata Atlântica salvar.  Imagine no que esta conversa não  iria dar? Um cego não guia o outro. Então é melhor deixar estas minhas idéias sem pé, nem cabeça para lá.
     Meio século da minha existência já se passou e ninguém nunca perto de mim chegou para a realidade falar, só quero saber o que temos que aprender e depois de aprender para onde eu vou toda esta sabedoria levar? Que bagagem daqui deste mundo de ironia, desamor, crueldade, irei assimilar e passar? Nem quero pensar! Quem irá querer ouvir alguém chegar em algum outro lugar com estas novidades e falar de  tristezas, barbaridades que neste mundo viu passar? Estas coisas ruins para trás vou deixar. Aqui é que é o lugar para tudo se consumar. Não levarei como saudade dentro da minha bagagem.
    Bagagem para mim é tudo que eu construí de bom, tudo que plantei, com amor reguei e com amor colhi. Tudo que doei, recebi e deixei de dar ou me omiti só fez mal para mim. Não levarei só aprendizagem mas também o que somei ou dividi. Não sei se saudades deixarei, sei que saudades levarei, tudo que aprendi, de bom passei, ou pelo menos tentei, não tive tudo que sonhei, mas o que tive com certeza amei. Se foi boa mensagem não sei! Só  sei que dei para alguém aquilo que eu acreditei!
       
   
     
Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 29/09/2005
Código do texto: T54893
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32730 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:25)