Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhos Rotineiros

Todo dia repetidamente faço trajeto, pelo mesmo caminho;
Como sempre e horário frequênte,saio pro tabalho;
E o caminho percorrido torna-se divertido,
Com pessoas distintas a cruzar todos os dias,
Como sempre interrssante, o que é mais emocionante,
E andar sempre sozinha,encontrar a cada dia,
Com as mesma, no mesmo lugar,um sorriso, um olhar,
Cumprimenta-se rapidamente,até mesmo sem conhecer,
O caminho é distante, por vêzes, interessante,
O encontro, não tem nada a ver,
Pessoas indo ao trabalho ,como eu solitário,
Com trajeto a percorrer,sabe,como eu devem pensar,
Outra vêz a caminhar,onde vai essa pessoa?
Engraçado, pode crer!...muitas coisas pude ver,
Até mesmo conhecer,Como sempre onde passava,
Entre ruas e calçadas,quantas caras pude ver,
E as mesmas reconhecer com tempo repetitivo,
Até mesmo paquerava, afinal sempre encontro marcado
Na mesma "Bat-hora no mesmo Bat-canal"
Ah, essa vida interessante,todo dia,
Dois caminhantes rostos a se cruzar,
Um olhar um sorriso,falar nem era preciso,
Tudo dito ao fitar,engraçado e interessante,
Um do outro nada sabe,nem de onde, nem idade,
Nem precisa com certeza, tudo fica, isso é fato!
Com certeza ele nato,eu uma mera passageira,
Na verdade nada sei,creio tudo temporário,
Indo mesmo pro trabalho,também considero um prazer,
O que acho interessante as pessoas são falantes,
Como o sorveteiro a dizer:-Moça se anda pra vale!
Engraçado eu achei,e ele tinha razão,
Já que por vêzes repitidas, nos encontramos pelas idas,
Em lugares diferentes.Acho muito engraçado,
Não canso de repetir,tudo ali sempre igual,
Ah, isso é muito natural,afinal é o caminho,
Mesmo diferenciando um pouquinho,como tudo no mesmo bairro,
Um encontro pode acontecer, as pessoas se conhecem,
Assim vivem o seu ciclo,por Caminhos Rotineiros,
Somos todos companheiros, na jornada caminhar,
Ah, já ia me esquecendo!
Teve algo interssante, no caminho,
Um real pude encontrar,era pouco mais feliz,
Apanhei o meu real,comprei com ele um chocolate,
E volto a trilhar. No caminho pro trabalho,
E com risos a pensar,pobre desta pessoa,
Que perdeu tão pouco assim, mais fui eu a felizarda,
E com este estou a deliciar,tudo isso pra dizer,
Com tanto trajeto a percorrer,
E a mesmisse de sempre o fazer!
Fica assim interessante.
Mais,como tudo tem um tempo, isso foi fato num momento,
Hoje é algo pra lembrar,destas ruas tenho saudade,
Cada passo a trilhar,cada rosto a rever,
A situação por isso eu relato,nessas ruas o barato,
Foi trilhar sem conhecer!
Fica aqui registrado,cada passo compassado,
Mais lhes digo, foi um prazer!



Claudia Aparecida Franco de Oliveira /20/10/05

 



lindamulher
Enviado por lindamulher em 21/10/2005
Código do texto: T61746
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cláudia Aparecida Franco de Oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lindamulher
Itirapina - São Paulo - Brasil, 57 anos
1582 textos (129613 leituras)
3 áudios (322 audições)
4 e-livros (303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:11)
lindamulher