Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Proximidade

Tão perto e tão longe
Tanto carinho e nem ao menos podemos nos ver
Algo nos separa
Um abismo tão grande
Que nos mesmos criamos
Agora ele não para de crescer
Até onde irá
Será que um dia nos sucumirá
Será que nem mesmo a força de nosso amor será capaz de suportar
Já é possível ver a escuridão envolta dos raios de luz que restaram
Antes tudo era iluminado
Agora nossas sombras se confundem com as trevas
Não há somente um culpado
Nem mesmo inocentes
Qual será a solução
Será mesmo que há uma?
Não mais consigo escutar você
Como juntos poderemos vencer?
Se a distância é tamanha que nem mais posso enxergar
Será que pode me escutar?
Talvez se eu gritar o quanto eu ti amo
A ponto de aniquilar com minha voz
Escute meus arrependimentos
Escute o quanto estou errado
E diga-me o quanto você errou
Vamos nos perdoar
Esquecer tudo o que houve
Antes que esqueçamos de viver
Antes que tudo vire pó
Antes que não sobre mais nada
Nem mesmo um coração para amar
InsanaMente
Enviado por InsanaMente em 04/09/2007
Código do texto: T637806
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
InsanaMente
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 32 anos
62 textos (14932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 19:02)
InsanaMente