Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se eu não existisse mais.

Se eu não existisse mais
Quiçá, nem faria falta
Mas quem sabe, sem mim,
Meu cão não balançaria o rabo
Nem latiria, contente ao me ver chegar

Talvez, aquela menina levada
Não me escreveria mais cartas de amor febril!
Nem sonharia com a tarde perfeita,
De sorvete no verão

Com minha ausência, faltaria o abraço, o beijo
E o ombro amigo nas horas de precisão
Talvez não precisasse escrever isso
Entretanto, preciso dizer bem alto que:

Eu existo!


Ademir Olivetto
Enviado por Ademir Olivetto em 05/09/2007
Reeditado em 15/09/2013
Código do texto: T639048
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ademir Olivetto
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
708 textos (16207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 10:50)
Ademir Olivetto