Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É tempo de renovo!

Séculos passaram- se e a humanidade afunda- se cada vez mais em seu próprio mal. O solo sagrado da Terra está machado do sangue de inocentes que padeceram os horrores das guerras da ambição, do capricho, do orgulho, do rancor e do ódio.

Cada batalha que o homem travou por seus interesses egoístas abriu feridas irreversíveis no planeta e nas almas, que tem carregado em suas almas hereditariamente geração após geração toda a dor de atos ambicionístas!

Conseqüentemente, o homem vem perdendo todas as características que o torna imagem e semelhança de uma fonte inspiradora e criadora. Sentimentos nobres têm sido extintos e o pensamento está cada vez mais aprisionado.

Não importa a crença de cada um, é necessário que o ser humano acredite em algo maior que ele mesmo. Sem essa crença, a deterioração humana é certa. O único poder que não foi concedido ao homem foi o próprio poder: o mal está presente dentro de cada um de nós e o poder corrompe. E é o mal quem faz com que busquemos por poder.

Não podemos negar a existência de uma força maior de onde tudo manifestou- se passando a existir. Uns crêem em um Deus, outros em pedras, outros em bois, outros em energia... Cada um intitula seu Deus particular com um nome, ou usa algo palpável e visível para representa- lo. O que importa é que o princípio para tornarmos à nossa origem é crer que algo maior existe, sim! E essa força maior, nos fez a todos os seres vivos terrenos e celestes. Até mesmo os animais tem sua concepção de um Deus: observe como seu animal reage a você: para ele, você é Deus!

Quanto mais a humanidade tenta afastar- se da consciência do que realmente é, mais ele se perde em seu caminho de retorno: viemos de algum lugar e para lá tornaremos.

Se alguém não pode acreditar desse modo, esse alguém não precisa preocupar - se com seu semelhante ou consigo mesmo... Uma pedra não possuiu alma, passamos por alguma todos os dias e não a notamos. Você conseguiria viver em completa indiferença de sí mesmo e seu próximo? Pedras não sentem!

Nenhum ser humano é feliz vivendo só, sem amar algo ou alguém! Sem o amor a vida perde seu sentido. Um Eremita vive das vozes de seu passado, de seus pensamentos e dos sons que vibram a sua volta. Ele não é feliz!

O que faz com que cada um de nós preocupe- se com algo ou alguém é amor! O que faz com que você desperte todos os dias ao amanhecer é o amor! O que faz com que seu íntimo se questione ao ler essas linhas é o amor!

Não importa como você vê o mundo, nem como o entende. O Amor é Deus. O Amor é a fonte geradora de todas as coisas. O Amor faz com que você não seja apenas uma pedra. Toda a beleza deste mundo, todos os sentimentos nobres, todo o pensamento livre, toda a cor e luz provêm do Amor!

Ame a Deus acima de todas as coisas: Deus é o Amor! Ame seu próximo como a tí mesmo: Você é imagem e semelhança da fonte geradora chamada Amor!

Quando o ser humano for capaz de ver toda a inocência que fluí no olhar de uma criança, toda a experiência e sabedoria no olhar de um ancião e toda a grandeza e perfeição da criação no olhar de um animal, ele estará provido de amor o suficiente para mudar a sí e tudo ao seu redor.

Como imagens e semelhanças do Amor, somos fontes de amor. A centelha da Fonte Geradora está em nós. Ninguém neste mundo jamais conseguirá viver sem amor: essa é a busca de todo mortal!

Quando o amor dominar nossas vidas, nosso interior... Libertará nosso pensamento, iluminará o mundo, transformará a humanidade, derrubará os opressores, vencerá o mal e trará a paz!

Guardiã da Ventura,
Quinta- feira, 06 de Setembro de 2007, 01: 48
Shimada Coelho A Alma Nua
Enviado por Shimada Coelho A Alma Nua em 06/09/2007
Reeditado em 05/08/2009
Código do texto: T640617

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Shimada Coelho A Alma Nua
São Paulo - São Paulo - Brasil, 46 anos
374 textos (58838 leituras)
10 áudios (1727 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 17:54)
Shimada Coelho A Alma Nua