Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPEDIDA

Viva a despedida!

Quero dizer adeus!
Adeus:
Aos grilhoes que tem despedaçado a minha alma!

Adeus:
Aos fracassos que querem me sepultar! Tenho uma palavra para vocês: Seu ofício é serem degraus e não mais âncora!

Adeus aos dias cinzentos... Já tenho tintas e pincéis.
Adeus a tristeza : vou te bombardear com o meu melhor sorriso

Ah, Realidade! ESCUTA-ME:  Insurjá-se imediatamente, porque,
Quero dizer adeus ao amor impossível -
aos seus atos que me disseram não...
estou dizendo adeus à história imaginária que criei...
Adeus ao olhar não correspondido,
Adeus ao toque frio,
Adeus ao sorriso distante, embora bem educado!

Adeus a mim... É... você leu bem... Adeus a mim, mesma:
Essa versão que não se assumi, com o suas potencialidades...
Essa versão medíocre, que pode tocar o céu, mas insiste em terra ficar.
Essa versão que me traz aversão...

Mas os meus ditos não se resumem em "adeus"...
Preciso dizer: SEJA BEM-VINDO!

Tempo de Deus, SEJA BEM-VINDO!
O TEMPO DAS REALIZAÇÕES,
TEMPO DE ENSINO
O TEMPO DE AMPLAS DIMENSÕES...
SEJA BEM-VINDO!

Você que acaba de me ler, Faça o mesmo!


GLÁUCIA ROSA
Enviado por GLÁUCIA ROSA em 13/09/2007
Reeditado em 13/09/2007
Código do texto: T650765
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
GLÁUCIA ROSA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 36 anos
44 textos (14195 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:38)
GLÁUCIA ROSA