Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPEDIR-ME DE MIM


Pensei,
 repensei, tornei a pensar enquanto o pranto corre
rosto abaixo como rio que procura o mar.

Perdi...
o sentido, e a vida que em meu peito morre
a cada instante sem que eu possa me encontrar.

Silencio...
 ante a algavaria dos meus caóticos pensamentos
quedo-me a observar o desfile desconexo dos meus sentimentos
sem saber se sou eu quem vou, ou é o tempo a passar.

Alma dói?
A dor que dilacera o coração e enlouquece aos poucos, ininterrupta,
é uma ilusão da mente sobrepujando a razão ou uma loucura emocional
que assola como erva daninha no quintal, traiçoeira e astuta?

Não posso
despedir-me de mim mesma enquanto embarco numa viagem
sem retorno ou destino, apenas peregrina incerta na busca
ensandecida por respostas...presa de uma miragem.

E assim...
vagueio pela Terra entre mundos velados de tempos idos
que jamais retornam e também não passam, segregados
entre a realidade ilusória de uma vida que se esvai...
 em pensamentos perdidos.

Reflito...
penso e repenso sem atinar se sonho estar acordada,
ou sonho estar sonhando que durmo e ainda posso despertar
de um sono quase eterno...

e continuo...
alquebrada pela dor indefinível, sabendo que não há fim,
titubeante prossigo a jornada ainda sem saber para onde,
por enquanto, sem poder despedir-me de mim.
 
Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 18/09/2007
Reeditado em 18/09/2007
Código do texto: T657063
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
779 textos (36018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 09:08)
Liane Furiatti