Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AMORES VULGARES


Recuso-me a acreditar em amores vulgares
amores sem dores, sem saudades
amores sem flores, sem sonhos, sem delírios de loucuras
Sem desejos incontidos,amores não vividos...

Quem ama, traga o amor de maneira intensa
Se entrega, se perde, nem pensa...
Reconhece num afago, num beijo, num toque
Sua melhor recompensa...

Quem ama não parte...
Não sem pensar no retorno
Sem deixar o coração apertado
Expressando tristeza em seu rosto

Quem ama, brinda antecipado
O encontro aguardado
Perde-se  em pensamentos
Envolve-se em sentimentos...

Quem ama percebe o que os olhos não vêem
Embobece a um "Eu te amo"
E em dúvidas entristece
só em pensar num abandono...

É nesse amor que acredito
Não num amor fugaz
Desses fáceis e esquisitos
Que nada têm de bonito



TACIANA VALENÇA
Enviado por TACIANA VALENÇA em 21/09/2007
Reeditado em 27/03/2008
Código do texto: T662171

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TACIANA VALENÇA
Recife - Pernambuco - Brasil
1955 textos (149046 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:35)
TACIANA VALENÇA

Site do Escritor