Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha vida

Não se apegue à aquilo que julga-se supérfulo
Mas não negue se por alguma razão apegar-se
Pois a vida não é de todo bom
Seja sempre você mesmo e não se aproxima das pessoas que gostam de você apenas porque você faz tudo por elas
Não pense que tudo é para sempre, pois nunca dura
Não seja quem você sempre foi se quiser realmente algo
Faça seus desejos, realize-os, fale a verdade
A verdade real, não a imaginada
Pois se um dia você se pegar na solidão, pare e pense que você está assim só porque pensava em fazer as coisas como os outros queriam
Dane-se a todos que se dizem alguém só porque se humilham aos pés de todos e pensam que são alguma coisa
Pois tolos somos nós que esquecemos de viver só porque os outros pensam que nossas vidas são deles também
Liberte-se do odor podre da falsidade que nos rodeia e pense no odor que nos faz ser o que somos
Agora se você se sente livre o bastante para reconhecer que é na verdade um odor podre, saiba que você é descartável
Assim como eu fui, pensando ser alguém!
Guilherme Castro
Enviado por Guilherme Castro em 23/09/2007
Reeditado em 23/09/2007
Código do texto: T665254
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guilherme Castro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 25 anos
6 textos (325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 16:10)
Guilherme Castro