Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Universos Imaginários

Penso em coisas que não fazem qualquer sentido. E qual pensameto faz sentido? De onde viemos e por quê? Para onde iremos depois disto? E o que é tudo isto?
O que é a vida além de um enorme labirinto, onde nos encontramos com pessoas que, com o simples fato de respirar, podem mudar nossas vidas?
Nos perdemos em nossas próprias mentes. Quando começamos a pensar, todo um universo surge diante de nós, algumas coisas começam a fazer sentido, outras não; algumas nos fazem sorrir, outras chorar; algumas nos dão medo, outras coragem.
Às vezes me perco no universo de minha mente e quase não consigo mais voltar.
Em meu peito jaz um coração que sussurra palavras levadas pelo vento.
Perdido no universo de minha mente, eu procuro por um pensamento que não ainda não tenha se perdido nas trevas que consomem meu mundo.
Fujo de palavras que me ferem como flechas. Me escondo de sentimentos que me perseguem. E tudo é sempre tão frio e escuro.
Tenho medo...
Tenho vontade de voltar...
Observo a noite cair silenciosa e sinto meus sonhos se afastando lentamente de mim. Tudo não passa de incerteza. Trechos de músicas inexistentes que ecoam nos corredores de minha mente, há tempos, cansada.
Fito um espelho na escuridão. Meus olhos parecem tristes e sem vida. É assustador olhar seus olhos no espelho e não encontrar um vestigio de você neles, como se sua alma houvesse se perdido em meio a solidão de uma noite fria e chuvosa, onde seus sonhos haviam sido sepultados por lembranças de um cheiro suave de sangue desconhecido e distante.
Minha mente é como aurora. A luz e a escuridão se misturando num triste horizonte sem sonhos...
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 24/09/2007
Código do texto: T667071
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 31 anos
110 textos (7086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 18:01)
Elton Veloso da Silva