Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

realidade

   Longe do  rio porem perto do oceano enquanto o sol renasce eu me viro no quotidiano, outra vez não me lembro do meu sonho que eu vi enquanto você não estava aqui comigo olhando o pássaro que nunca mais voltou do horizonte.
   Nunca mais eu vi meu filho e não me lembro de quando e que vai parar, outra vez tudo tão semelhante com a ultima vez se perde no tempo.
   Deixa-me para pra pensar, deixa eu me encontrar, um copo cheio de trago.
   Um segundo antes tudo não esta lá, então eu volto a olhar pra você, você me encoraja, não sei onde vou chegar me deixa olhar as nuvens flutuarem no meio do seu estar, deixa pra lá, vira pra qualquer lado encontra com deus, com o diabo, com os anjos e seus sonhos, meus vícios que encantam os desencantos são confusos, deixa outra vez virar neblina e se esconder entre a vida.
      Vem ver você nascer, será que aqui e a vida ou a morte ou só uma historia sem lógica que te abre portas tortas, totalmente além do além eu encontrei sua historia no meio da loucura que e vim depois de você e ainda saber que posso parti sem te dizer ate amanhã, deixa pra lá.

um começo de lógicas de um final sem nexo...obrigado  :)-
rodrigo vieira
Enviado por rodrigo vieira em 25/09/2007
Reeditado em 23/06/2008
Código do texto: T667761
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rodrigo vieira
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
182 textos (9345 leituras)
1 e-livros (26 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 01:00)
rodrigo vieira