Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lamentem comigo

Lamentem comigo
Verde dourada
A luz do sol na copa daquela árvore.
Um centenário Pau Brasil.
Ela já viu brilhar tantas manhãs,
neste cerrado que que se acaba
pela furia cruel do bicho homem.
O homem perdeu do animal o dom mais nobre,
Sobreviver em harmonia com o meio ambiente.
É triste, mas em breve tempo pela força da lei
alguém derrubará esta árvore
Um comércio se erguerá seu lugar.
Meu Deus! Será que fomos mesmo criados a sua semelhança?
Por que é tão mais fácil amar a humanidade, do que aquele que
está ao nosso lado?
Por que é tão mais fácil lamentar-se pela Amazônia, do que tentar salvar uma árvore do nosso bairro?  Mesmo que esta árvore, seja um centenário Pau Brasil.
Pensei em por a boca no mundo, desafiar as estrelas. Pensei em convocar as crianças, porque os adultos em geral parecem que já desistiram de sonhar, pelo menos nesta cidade.
Afinal, uma árvore é apenas uma árvore.
E esta causa é coisa de um poeta amador em férias.
Grácio Reis
Enviado por Grácio Reis em 02/10/2007
Reeditado em 04/11/2008
Código do texto: T677638

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Grácio Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
1314 textos (51481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 01:21)
Grácio Reis