Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ODE A MINHA ALGOZ!!!

Quisera eu ter nascido impassível e álgido,
Quisera não ter nem um pingo de sentimento.
Para , ao olhar seu rosto trigueiro e albido,
Não sentir volver-me todos os meus tormentos!

E no meu peito moribundo e inválido,
Não bater forte o músculo do sofrimento.
Ao ver teu ser tão lúbrico e sápido,
Extenuando meu total e completo esmorecimento...

E tu me olhas e sorri com tamanha brandura,
Que me afeta uma sagaz e portentosa lourcura,
De possuir-te os lábos miríficos e volupituosos...

Então, a verdade cruel vem e me ataca,
Clareando seu sorriso minaz e malicioso,
Que a miúde me trás a vida e depois me mata!

deniks lowa
Enviado por deniks lowa em 05/10/2007
Reeditado em 08/05/2009
Código do texto: T681764
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
deniks lowa
Salvador - Bahia - Brasil, 35 anos
76 textos (1580 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 23:03)
deniks lowa