Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Teimosia da Dor (2)

Segundo dia de estágio
Tempo parece não passar
A dor ainda faz presente.
De uma forma mais intensa
Tento a todo custo achar
Meios de dissipá-la
Entre drogas e um breve durmir
Acordo e som interno dela ainda me corrói
Dilacerando cada parte de ser interior
Tamanha, imensa, descomunal.
Parecer que veio para moradia
Dor intensa irradia
Tira-me todo sentido
Transforma-me o pensamento
Mexe com meu humor
Eu que sou adoradora de um som
Não posso ouvir nem ruído de vóz
Qualquer som me estremece a alma
Tira-me toda calma
Dilacera o mais íntimo de meu ser.
Dois dias já se foram
Ela resiste em sair
Está como se fosse cativa
Meu corpo tomado
Pelo imparcial ser devorador
Alma está presa por esse ser inferior
Das trevas ao ápce da dor
Me entrego a esse intimo ser
Somos delírio de poder
Um contra o outro que vencer
Espero resistir até a batalha final
E devorar com a mais feroz vontade
Esse ser maquiavélico e infernal!!!


Claudia Aparecida Franco de Oliveira/07/11/05










lindamulher
Enviado por lindamulher em 07/11/2005
Código do texto: T68353
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cláudia Aparecida Franco de Oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lindamulher
Itirapina - São Paulo - Brasil, 57 anos
1582 textos (129612 leituras)
3 áudios (322 audições)
4 e-livros (303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:40)
lindamulher