Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA...

Me sinto como se viver fosse opção, me sinto perdida no meio desta multidão – que é um verdadeiro nada. Me vejo como alguém a mais nesta pacata existência, onde a luta é o meu único forte. A minha saudade é de algo que ainda não conheci, e a minha esperança é poder reencontrar meus sonhos jamais sentidos. É esta é mais uma das minhas sensações loucas.
Ninguém tem me entendido na verdade, e na verdade não tenho procurado entender ninguém. Tenho sido mais um para ser agüentado e suportado, enquanto tento suportar o resto desta população tão sem significado.
Minhas razões foram para tão longe, e minha vontade é de não ter... E minha cabana é uma casca tão grossa... Ahh, não vejo a luz!
Onde estou? Não estou me sentindo! É uma grosseria tão grande que digo ao meu próprio reflexo.
Estou tentando pedir perdão á alguns massacres que fiz a mim mesma, bem naquele momento em que acabei de fazer as piores besteiras da minha vida.
Estou tão arrependida de ter ido pelos rumos errados, e tão machucada por ver que nada do que realizei valeu a pena.
Alguém... ouço alguém!!! Esta pessoa é tão especial pra mim!!!
Mas por quê não a quero aqui? Por que não sinto amor...?
Porquê estou tão farta desta minha face?
Porque me cansei de ouvir que sou boa no que faço...?
E me cansei de ser quem gostava ... me cansei de ser quem sou...
Quem sou?
Sou uma pessoa que não enxerga...
Sou uma pessoa que não sente...
Aconteceram coisas que nem quero comentar...
Cai em caminhos... senti na pele o medo... preferi estar com a solidão.
E agora... grito!!!
Me tire daqui...
Não suporto mais a minha atenção sempre voltada a mim mesma...
Não suporto mais esta minha frase de efeito...
Quero olhar.... olhar bem a frente!!!
Soltar um suspiro bem diferente...  E viver... finalmente.
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 12/10/2007
Código do texto: T691916

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 28 anos
392 textos (25795 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 10:20)
Daiane Rodrigues