Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cilada Calada.

Cilada Calada.
(Sávio Assad)
 
 
Cala essa boca barulhenta,
De onde só reclamas amores perdidos.
 
Cala essa boca sedenta,
De onde o mel já secou e transborda de fel e rancor.
 
Cala essa boca faminta,
De onde o paladar já não me comove,
Cospe para todos os lados, sem saber o sabor.
 
Segue seu caminho,
Mude sua rota e descubra a imensidão de cores
Que sua cabeça pode matizar e dispare sua flecha para o alto,
Para um pássaro alcançar.
 
Niterói - RJ - 13/10/2007
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 14/10/2007
Código do texto: T693336
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
429 textos (27899 leituras)
19 áudios (1381 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:21)
Sávio Assad