Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jogando no extremo

Jogando no extremo
Pagando o preço dos lenços secos
Nem mesmo demonstrei valores meus
E dei palavras frias como resposta
Mas não medi a força que elas tinham
E o inevitável me calou por muito tempo
Tive muitas escolhas
Mas não pude escolher nenhuma
Nem mesmo quando no bar fiquei
Não havia como esquecer
E a fumaça do passado teima a rondar
Porque do futuro não espero nada
E dirijo por estradas únicas e sem saídas
Pensei em reorganizar, mas acabei anarquia
Joguei fora meus remédios
Não serei mais dopado
Perdi o seu trem para as estrelas
Não comprei a miséria da maioria
Nem compartilhei das suas idéias estereotipadas
Luto por causas ultrapassadas
Que nunca entrarão na moda
CudS
Enviado por CudS em 14/10/2007
Código do texto: T693919

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CudS
Curitiba - Paraná - Brasil, 29 anos
170 textos (5648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 21:19)
CudS