Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A própria vida é simplificada ilusão!

   Questionamentos no fim do dia celebram minhas dúvidas.
   Hoje duvido de tudo! Pouco sobrou a que ou a quem dedicar
   minha crença! Atiçam-me todas as cores do mundo... Dirigem-se
   a quem, afinal?
   Já não acredito nas leis feitas pelos homens, nem nas preces
   feitas também pelos homens...
   Faço das aparências um altar... frágil.Tudo a ponto de desmoronar
   a qualquer momento. Como sustentar toda essa heresia?
   Onde foi parar minha fé? Que será mesmo o céu? Quem está lá?
   Há refúgios para todas as almas...penadas ou não... Para todos
   os pecadores... os de verdade e os de mentira... Por que perdoar
   só os bons? ou só os fracos? Por que a recompensa vem para os
   que nem a merecem?
   E há os que se escondem do seu deus no rosário que carregam à
   vista de todos os olhares... Pensam que enganam!... (Ledo engano!)
   Estrangulam-me todas as promessas não-cumpridas. Duvido até do
   olhar dentro do olho! Mas cubro minha decepção com o manto do
   brilho, da ilusão de que tudo vair dar certo...
   Afinal, não é a própria vida simples ilusão?
   
lilu
Enviado por lilu em 16/10/2007
Código do texto: T697229
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lilu
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
889 textos (354374 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 07:00)
lilu