Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alucinação

Eu ainda lembro dos teus olhos, que brilhavam forte e que quase ofuscavam minha visão. Teus olhos, a principio negros, agora cintilavam como ouro. Tu caminhavas até mim, lentamente, naquela sala vazia, mas aparentemente tomada por uma fumaça branca e espessa.
Tuas vestes brancas, como as de uma noiva, à luz que irradiava naquele ambiente, clarearia até mesmo planetas longínquos. Suas mãos suaves, quando me tocaram, senti como se os céus estivessem me tomado e fechei os meus olhos para aproveitar ao máximo aquela sensação.
Daí você tocou em minhas pálpebras fechadas, acariciando toda a extensão do meu rosto.
E abri os meus olhos e vi de perto tua face, a maior beleza eu pode existir. Não posso descrever ao certo se eu tinha tuas mãos entre as minhas ou se tinha o universo em minhas mãos.
Só pude descrever-te aqui por ter ficado com você em minha mente. Mas não deixo de te ver, em de te querer, a cada dia, a cada novo toque.
E te ter é sempre um novo prazer. E te tr é sempre mais envolvente e profundo, é sempre perfeito.
Fábio Melo
Enviado por Fábio Melo em 26/10/2007
Código do texto: T710170

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Melo
Recife - Pernambuco - Brasil, 34 anos
448 textos (43060 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 05:00)
Fábio Melo