Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Magoas de um Poeta Solitário

por: Christian Cleber N. Alexandre


Ahh se Deus me desse o poder de voltar no tempo...
Eu faria valer cada momento como se fosse o ultimo de minha vida...
Diria sem medo tudo que sempre quis dizer para todos que merecessem ouvir...
Faria tudo que me desse vontade na hora que me desse vontade...
Amaria sem medo, viveria o momento sem pensar na causa ou conseqüência...

Ahh se eu pudesse voltar no tempo...

Voltaria cinqüenta anos atrás, abraçaria bem forte e diria para a única pessoa que amei de verdade, o quanto ela significava pra mim...
Evitando assim talvez, a tortura de vê-la casando-se com meu melhor amigo...
Passaria mais tempo com minha família valorizando-a, ao invés de
passar a maior parte do tempo no escritório com algo que através do próprio tempo me faria perceber que apenas perdi tempo ...

Daria mais valor á única mulher que me aceitou do jeito que sou...
Amenizando assim o remorso que sinto hoje por não ter dito a ela
ainda em vida o quanto ela era importante pra mim...
Voltaria na época em que meu único filho ainda fosse criança...
E a ele ensinaria o valor da verdadeira família, o valor de se ter
um pai e uma mãe...
Evitando assim que há oito anos atrás ele viesse a me internar
neste asilo sem calor de sentimentos...


Ahh se eu pudesse voltar no tempo...

Curtiria a juventude e a saúde ao seu extremo...
Para que hoje na velhice e na doença, as sombras do arrependimento não viessem constantemente me assombrar por tudo aquilo que deixei de fazer...
Ajudaria os necessitados que vieram me pedir auxílio, e que muitas
das vezes eu vim a negar dizendo não ter tempo...
Visitaria orfanatos, hospitais e até mesmo asilos, levando assim um pouco de calor humano para aqueles que como eu, hoje estão esquecidos pela família...


Seguiria uma religião e fortificaria meu espírito, para que hoje ele fosse a única coisa de valor que eu viesse a ter neste antro de tristeza e solidão...
Trabalharia meu presente com mais seriedade, para que quando ele vira-se passado, o mesmo não viesse a mudar meu futuro de forma tão indesejável quanto a que ele se apresenta...

Ahh se eu pudesse voltar no tempo...

Daria mais valor ao bem espiritual do que para o bem material, mesmo porque com o passar do tempo o único bem que te acompanhará será aquele que está dentro de sua alma...
Rezaria toda noite para Deus, agradecendo a ele por ter me dado a chance de viver mais um dia, assim como também rezaria todo começo de dia, agradecendo por ter a sorte de acordar
para mais uma jornada...

Mas nada disso é possível, e tudo isso só existe em meus pensamentos cansados pela velhice e pelo arrependimento...
Pois eu tive tempo suficiente para fazer tudo isso, e pela falta de maturidade deixei de fazer...
Hoje a vida não me impõe tarefas e nem obrigações, e tempo é o que não me falta...
Mas de que me adianta isso?
Tenho tempo mas não tenho onde usá-lo...
Tenho tempo mas o mesmo é ocupado pela ociosidade e pela mesmice da vida de um velho abandonado e esquecido...
Tenho tempo mas não tenho forças para tentar fazer algo que viesse a ocupá-lo...
Tenho tempo mas na atual situação em que me encontro, preferia que o mesmo viesse a se esgotar, findando assim todo este meu sofrimento e esta tortura de ter tempo e não saber o que fazer com ele...

Hoje tenho setenta e oito anos, e não sei quanto tempo ainda tenho...
Só sei que a maior parte dele fico aqui, na janela do meu quarto olhando lá pra fora com uma visão sem horizonte pensando naquilo que deveria ter feito e não fiz...
Mas enquanto o tempo insistir em continuar me dando a vida, eu ficarei aqui mantendo um único pensamento...

AHH SE EU PUDESSE VOLTAR NO TEMPO!!!
Christian Cleber
Enviado por Christian Cleber em 27/10/2007
Reeditado em 17/11/2010
Código do texto: T711852
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Christian Cleber N. Alexandre). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Christian Cleber
Campo Limpo Paulista - São Paulo - Brasil, 41 anos
72 textos (6279 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 16:39)
Christian Cleber