Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...

Sinto tua falta.
Eu costumava dizer que isso só acontecia quando eu queria,
mas mesmo sem querer eu sinto a tua falta.
E quanto mais eu luto, mais eu sinto tua falta.
E quanto mais eu penso nisso, é como o empuxo do mar,
ou um tufão... Ou algo forte, rápido... E que deixa marcas.
E se eu deixo de pensar... maré.
Eu penso em como te ver, quando te ver... E eu fico vendo o horizonte... imenso.
E se eu sei que não vou te ver, fico vendo o horizonte e meu olhar se
torna vazio e distante.
Eu tenho medo.
E quando eu noto que tenho medo, sinto mais a tua falta.
Pois eu noto que algo cresce aqui dentro, cada vez mais.
É amedrontador. É apavorante.
Algo cresce, e me embriaga, e me dopa.
E eu tenho medo de que isso seja mais forte do que eu,
mais forte do que o muro que eu mesma construí,
e mais forte do que a mera noção que eu tenho sobre as coisas.
Que tudo o que eu preservei se torne patético,
inútil,
vago,
sem sentido,
perto do que está sendo criado...
Sem querer.
Alecrim Cristal
Enviado por Alecrim Cristal em 07/11/2007
Código do texto: T727657

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dou os créditos a Julhana Pohlmann pois só ela entende seus textos. Visitem seu site no Recanto das Letras!). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alecrim Cristal
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 28 anos
378 textos (15038 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:13)
Alecrim Cristal