Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não seja eu

Já fiz muito o que você está fazendo hoje.
Hoje, não posso mais, idade avançada, saúde mais frágil, por não ter sido respeitada como
deveria. Hoje, seu sorriso muitas vezes são minhas lágrimas, por tentar e não conseguir
abrir teus olhos, para que no futuro não tenhas que repensar a vida como estou fazendo
agora. Se perdi minha juventude, se a joguei no lixo? Não, apenas agia como tu agis hoje,
na ignorância, na rebeldia, na surdez conveniente, para não enxergar a realidade que irá no
futuro cobrar-lhe a insensatez do hoje. A juventude passa, você amadurece e quando chega
a velhice, os frutos colhidos muitas vezes são amargos. Hoje, reflita, pondere e se puder
use de cautela nos afazeres do dia a dia.
Fazei isso e amanhã terás abundância no cesto da bondade, para alimentar tua
velhice com o doce sabor do dever cumprido.
Se hoje sou para você um espelho quebrado, procure manter tua imagem intacta, para que
os que vierem a perfilar diante de ti, não tenham que procurar outro exemplo.
ChangCheng
Enviado por ChangCheng em 12/11/2007
Reeditado em 13/11/2007
Código do texto: T733924
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ChangCheng
Santa Maria - Distrito Federal - Brasil, 65 anos
3024 textos (79736 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:06)
ChangCheng